quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Cilindros para porta - Parte II


Estimados leitores, bom dia!!

Num dos posts que tivemos em outubro, falávamos dos problemas relacionados aos cilindros de porta dos ônibus.

Vamos dar sequência neste assunto agora, falado um pouco mais a cerca deste tema...

Relembrando, havíamos identificado com nossos clientes 3 pontos mais comuns de falha, nos cilindros que estavam presentes até então no mercado...

1 - Sistema de portas muito lento no início da manhã.
2 - Vazamentos constantes na guarnição da haste do cilindro.
3 - Vazamentos contantes entre câmaras dos cilindros.

Como já demonstramos a questão do sistema de portas operando de forma lenta, agora vamos explorar um pouco a questão dos vazamentos constantes na guarnição da haste...

Normalmente os cilindros de nossos concorrentes, são montados sem uma bucha guia adequada nos cabeçotes dianteiros. E uma haste de aço, trabalhando somente com uma guarnição de borracha como guia, tende a desgastar a mesma rapidamente.


Cilindro atualmente presente no mercado.


A Metal Work, quando desenvolveu o seu cilindro para ônibus, utilizou um conceito que já tínhamos aplicado em outros produtos da família. Uma bucha de aço, revestida em bronze e PTFE.


 

Com esta alteração, se consegue obter maior proteção contra desgaste e consequentemente uma maior vida útil.

Este é um detalhe construtivo que dá um grande diferencial na vida útil do produto.

Detalharemos nos próximos posts outros detalhes construtivos dos nossos cilindros.

Um abraço!!

Equipe Metal Work
www.metalwork.com.br
mwbus.blogspot.com.br
onibus@metalwork.com.br